sexta-feira, 22 de abril de 2011

O escolhido

Escorria-lhe o suor da fronte,
Lábios pelo sol gretados,
Olhos postos no horizonte,
Os dedos dos pés cortados
 
Levava ao colo um menino,
Inocente e pequenino
Nas areias do deserto.
Para onde ia, ao certo,
 
Era incógnita do destino.
Às garras do mal fugia,
Se esquivava à tirania
D'alguém déspota e bardino.
 
Seguia-o, como um cortejo
Bélico, uma multidão
Àquele cuja traição
Iria beber dum beijo.
 
O homem que o levava,
Levava-o, longe da guerra,
O menino que julgava
Um dia salvar a Terra.

1 comentário:

maria belem disse...

Lindo poema sobre a fuga de Maria e José para o Egipto com o Menino.
Gostei muito.
Abraço
Júlia