sábado, 27 de junho de 2009

Vontade de viver

Trago no coração a vontade de viver,
A esperança, a emoção de querer, poder escolher.
Trago no coração a paixão, à vida amor
Esta dança que incendeia, melodia de esplendor.

Trago os teus olhos comigo, o sorriso teu tão belo,
Boca tua que beija a face, a fragrância do teu cabelo.
Trago no meu peito a força que me faz forte
E m'alenta e m'enebria e me faz vencer a sorte.

Trago o que desejo, cheiro a mosto calmo e claro
A inteligência do teu olhar, a inocência do teu reparo,
Este fluido que fomenta e por mim flui e m'acalenta.

Trago comigo lírios e uma cama de rosas brancas
Onde te deito e por ti velo afagando as tuas tranças.
Trago-te, vida, porque te tenho e és tudo o que mais quero.

1 comentário:

Eternamente.. disse...

"A inteligência do teu olhar, a inocência do teu reparo"

interessante!